terça-feira, 10 de julho de 2012

A fé


COLAGEM DO NÃO MORDA A MAÇA!

Não dá pra ignorar o dia de ontem( FINAL DA LIBERTADORES), um sonho foi realizado, a esperança de milhares de torcedores foi cumprida, fogos, gritos e um facebook  dominado por essa informação, seja a favor ou contra. Mas calma esse não é um post falando sobre o vencedor da libertadores.
A questão aqui é “o que Deus pensa do futebol?”
Procurei na net e confesso que não achei nada muito interessante, as opiniões são as mais diversas, uns achando que correr atrás de uma pelota é um pecado sem tamanho, sendo reprovado pela bíblia, outros usam esse esporte para ganhar almas para Jesus, mas afinal, quem tem razão?
Você sendo cristão acha certo, por exemplo, um jogador como Kaká, após fazer um gol, mostrar por baixo uma camiseta dizendo que ele crê em Jesus? Será que isso não dá o direito de um satanista mostrar a imagem do capeta após um gol?
E pode um jogador de futebol, uma atividade competitiva, e para alguns, uma atividade carnal, ser um servo do Deus vivo?
Costumamos até brincar em seminários dizendo que numa partida de futebol entre os irmãos da igreja todos começam orando e após a oração Jesus sai correndo dali porque começa a pancadaria! Rsrsrsrsr
Aposto que esse é um assunto bem polêmico no nosso meio, vou dar aqui minha opinião, claro baseado na bíblia, mas duvido que vá achar a palavra FUTEBOL nela!
 Porque, se anuncio o evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o evangelho!
E por isso, se o faço de boa mente, terei prêmio; mas, se de má vontade, apenas uma dispensação me é confiada.
Logo, que prêmio tenho? Que, evangelizando, proponha de graça o evangelho de Cristo para não abusar do meu poder no evangelho.
Porque, sendo livre para com todos, fiz-me servo de todos para ganhar ainda mais.
E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei.
Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei.
Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns.
E eu faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele.
Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.
E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível.
Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar.
Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado. 1 Coríntios 9:16-27
Paulo nesse texto até fala de esporte, mas é bom ler o contexto, ele está se comparando aos apóstolos e provando que também é um servo de cristo, porém que escolheu agir de forma diferente para ganhar almas, e talvez por isso esteja sendo julgado por alguns.
Será que não é isso mesmo que fazemos quando alguém foge do padrão da igreja, você aceitaria por exemplo um ministério de Skate como existe no Bola de Neve ou um ministério de Jiu Jitsu? Tenho um grande irmão que é um missionário na Alemanha e advinha qual o tipo de missão que faz por lá? Uma escola de futebol, ele é professor de Educação Física e por meio disso criou um projeto que pudesse começar na Europa e chegar de volta no Brasil atingindo lugares carentes através do futebol.
Mas Paulo quando cita os homens que correm num estádio ou dos lutadores que se abstém de muitas coisas para encher de pancada o outro no UFC como o Vitor Belfort, cristão e bota cristão nisso, ele diz que esses homens buscam um coroa corruptível, ou seja, isso é humano e carnal, e os que vencem não estarão necessariamente se aproximando de Deus, apesar de uns pensarem que ontem foi um milagre, mesmo assim quem não cria em Deus, continuou sem sua salvação, mas levantou um troféu.
Nisso devemos pensar, qual propósito de fazermos tal coisa, não sei se conhece Os Atletas de Cristo, cujo objetivo é servir atletas cristãos, organizar e promover grupos de estudos bíblicos, influenciar o meio e dar apoio emocional e espiritual aos atletas.
Esses fazem um trabalho maravilhoso, vi reportagens que alguns desses jogadores conseguiram entrar em países islâmicos somente porque jogavam futebol, e então puderam falar de Jesus para alguns.
Portanto creio que Deus não está torcendo por um time, e nem mesmo que Ele apóia tudo que é feito em torno de um esporte, afinal existe sim muita idolatria, macumba, corrupção, mas tenho certeza que Deus intercede pelos seus, e se eles estão jogando bola, lutando num ringue,  nadando numa piscina ou correndo numa maratona, Deus está a favor deles, para que deem testemunho da sua glória.
Diz ae o que pensa sobre isso, estou muito curioso, abraço galera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário