segunda-feira, 10 de setembro de 2012







O círculo cromático ou roda de cores é uma grande ferramenta para aqueles que gostam  e querem aprender um pouco mais sobre combinar as cores. Aprender a base é essencial para se alcançar os resultados desejados. Sabe aquele famoso color blocking que a gente tanto já escutou falar? E o tal do “look monocromático”, alguém sabe dizer o que significa? E a combinação certa das sombras dos olhos, como fazer para não parecer um palhaço?
Pois bem, tudo isso não é criação de fashionistas ou estilistas não, essa explicação vem de uma área super importante da consultoria de imagem chamada de Análise Cromática. E, hoje, nós vamos entender um pouco sobre isso. As cores tem sua ordem natural no arco-íris. Conectando suas pontas formamos o círculo cromático. Ele é composto pelas cores:
•Primárias: vermellho, azul e amarelo;
•Secundárias: combinação das primárias formando as laranja, violeta e verde;
•Terciárias: combinação das primárias com as secundárias. Exemplos: vermelho alaranjado, azul violeta e amarelo verde;
•Complementares: cores diretamente opostas na roda de cores (color blocking). É aqui que a coisa pega. Para fazer um color blocking realmente bacana e bonito é preciso ver quais as cores que são diretamente opostas na roda de cores como o vermelho x verde, o lilás x amarelo, o laranja x azul royal, etc;
•Monocromáticas: cores com um único pigmento. Um look monocromático é composto de uma cor única. Essas combinações sempre tão tidas como muito chis, elegantes e mega indicadas para ambientes mais formais;
•Análogas: cores vizinhas na roda de cores. É o que a gente chama de tom sobre tom ou “sur ton sur”. Também fazem looks mais comportados. Se usados de forma correta, tem o poder de emagrecer sem igual;
•Complementares divididas: cores vizinhas da cor complementar de outra cor. Aqui é o color blocking mais avançado, para profissionais mesmo. É sempre visto em looks ultra fashions, em ensaios fotográficos ou em um terceiro momento, como num acessório. Muito cuidado aqui, ok?
As cores ajudam a coordenar as roupas e os acessórios de forma correta, afetam o nosso corpo, o nosso emocional, criam ilusão de ótica e, ainda, comunicam mensagens com significados visuais (# vide nosso post sobre “O Significado das cores”), psicológios e físicos. É a chamada psicologia das cores. Vejam os seus significados e como tirar proveito deles:
•Cores claras: são expansivas, mais informais e femininas, ou seja, elas engordam e passam uma ideia de informalidade. Ops! Sinal vermelho para ambientes de trabalho;
•Cores escuras: são contráteis, dramáticas, masculinas e fortes, ou seja, elas alongam a silhueta e passam uma ideia de seriedade. Ops! Sinal vermelho para um look escuro total  num primeiro encontro;
•Cores Neutras: são clássicas e podem ser usadas em qualquer ambiente. Elas são, basicamente, o preto, cinza, branco e alguns tons de marrom. São presença obrigatória em um armário (# vide nosso post sobre “Como usar as cores neutras”);
•Cores vivas: irradiam;
•Cores opacas: absorvem;
•Cores quentes: são mais amigáveis;
•Cores frias: são mais refinadas.
Viu como é importante saber que cor escolher? Nas roupas, nos acessórios e até na makeup, toda atenção é necessária para se manter o estilo. Fiquem ligados!
Um beijão,
Valery Didier
Foto: Reprodução



Nenhum comentário:

Postar um comentário